Quem pensa que alta costura é um tipo de estilismo voltado apenas para a criação de roupas está enganado. A alta costura pode ser aplicada em diferentes peças, inclusive em bolsas. As bolsas confeccionadas em alta costura, via de regra, são produtos mais caros e sofisticados, voltado a um tipo de clientela exclusiva e selecionada. Atualmente, existem diversas grifes internacionais que produzem bolsas em alta costura, como as grifes Dior, Chanel, Hermés e Louis Vuitton.
As bolsas Chanel são uma das criações mais brilhantes da estilista Coco Chanel e são mundialmente reconhecidas pela qualidade, beleza, elegância e também pelos altos preços. Sua marca registrada são as letras “C” invertidas e pelas alças sempre em metal. As bolsas Chanel são produzidas em couro legítimo em diferentes tamanhos, mas as preferidas das mulheres são as menores e retangulares, adequadas para uma festa social mais luxuosa.
As bolsas Dior são extremamente finas e chiques, combinando com qualquer tipo de evento social e bastante requintado. Em tecido, couro ou metal a bolsa produzida pela grife Dior e uma das mais caras entre todas as marcas internacionais. Para o inverno 2010, a Dior lançará o modelo Granville, em homenagem ao local onde nasceu Christian Dior. A grife Louis Vuitton é uma das preferidas das mulheres mais ricas e elegantes do Brasil, sendo vistas a tira colo nos braços de artistas e celebridades.
O modelo Houston, de verniz com monogramas em baixo relevo pode custar até R$ 2.700,00. Já o modelo de bolsa Louis Vuitton chamado Onatah GM custa cerca de R$ 3.750,00. Mas a grife mais cara mesmo no momento é a Hermés. Suas bolsas são confeccionadas à mão por e todas as etapas de produção são realizadas por um mesmo profissional. O modelo mais básico de uma bolsa Hermés chega ao valor de R$ 150.000,00.