O projeto que permite que os noivos requeiram pela internet a habilitação de casamento foi aprovado no último dia 10 pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. O projeto do senador Aloizio Mercadante aguarda aprovação da Câmara. Caso seja deferida, a medida entrará em vigor dentro de seis meses após ser publicado no diário Oficial, pois é o tempo necessário para os cartórios se adaptarem ao novo sistema.
Muitos noivos e noivas reclamam da burocracia existente nos tramites do casamento civil nos moldes atuais. O projeto de casamento civil online é baseado nesta premissa, seu objetivo principal é desburocratizar o processo e facilitar a vida do futuro casal, que não precisará mais se submeter a filas para dar entrada nos papéis do casório, desde que haja credenciamento com o Judiciário da assinatura eletrônica dos noivos. Vale frisar que o casal ainda deverá comparecer ao cartório para efetivar a união. Sistemas capazes de viabilizar o casamento civil eletrônico já estão sendo estudados por órgãos da administração pública, pois é fundamental que a integridade, e veracidade dos textos sejam protegidas e seu armazenamento de forma segura