Quando chega o verão, tudo o que queremos é apresentar um bronzeado bonito e saudável e, de preferência, sem os riscos de uma forte exposição ao sol e aos raios ultravioletas. Vale a pena ressaltar que a pele muito queimada não é sinônimo de saúde e sim de indícios de ela foi bastante agredida pelos raios UVA e UVB. Para evitar queimaduras solares, câncer de pele e outras doenças dermatológicas, o uso do protetor solar é indicado em todas as circunstâncias, mesmo quando estamos vestidos, uma vez que braços, rosto, mãos e pernas sempre ficam expostos ao sol. Outra dica é o uso de cremes autobronzeadores, testados dermatologicamente e indicados pela maioria dos médicos dermatologistas para quem deseja um bronzeado dourado, saudável e sem maiores danos à pele.
Atualmente, o mercado de cosméticos lança autobronzeadores com diferentes inovações tecnológicas, que além de sua função primordial que é de bronzear, também contêm agentes anti-radicais livres. Isso adia o envelhecimento precoce, sem contar que existe autobronzeador para todos os tipos de peles, desde as mais oleosas até as secas e ressecadas, conferindo maior hidratação. Os autobronzeadores ainda apresentam mais vantagens, como o aroma agradável, têm rápida absorção, não mancham as roupas e podem ser passados no corpo e no rosto.
O efeito é proporcionado pela ação da dihidroxiacetona (DHA), que reage com aminoácidos presentes nas células mortas da camada mais superficial da pele, produzindo um pigmento amarelado chamado melanoidina. Alguns tipos de autobronzeadores são formulados com Aloe Vera e vitamina E, sendo que o primeiro tem ação refrescante e o segundo previne o envelhecimento precoce da pele.