Verde: Esta cor pode ter aspectos tanto positivos quanto negativos. Associada à idéia de prosperidade, o verde também pode representar sentimentos negativos de inveja e náuseas. As noivas do século 15 consideravam o verde como a cor da fertilidade. Verde também significa aprender, harmonia e crescimento e muitas vezes segurança. Simboliza o bem-estar e equilíbrio, bem como abundância, pois contém a energia da natureza, do crescimento e do desejo de expandir.
Roxa:
No ocidente, o roxo sempre foi associado à realeza, especialmente por que antigamente era uma cor difícil e cara de produzir. Mesmo nos dias modernos de hoje, em que o roxo é produzido facilmente como qualquer outra cor, ele ainda invoca a sensação de elegância e sofisticação. O roxo também é bastante escolhido por noivas esotéricas, pois ele representa o mistério, a magia e a paz de espírito. O tom violeta estimula a imaginação e inspiração.
Ouro:
Símbolo da riqueza, prosperidade e da boa saúde. As noivas que apreciam o ouro são pessoas otimistas. O ouro está vinculado à divindade, por estar relacionada aos deuses e ao sol.
Branco:
Cor da pureza e o pilar de vários casamentos. Branco é o tom da bondade, plenitude e realização. Tenha margaridas brancas em seu buquê, pois simboliza amor fiel.
Preto:
Certamente, é a cor mais incompreendida. Porque ela é tanto associada à formalidade e elegância como a morte. Nativos americanos acreditam que o preto é uma cor boa, pois é a cor do solo, o portador da vida. Há aqueles que não consideram o preto como uma cor, dizem que se trata de uma ausência de cor. O medo, experiências negativas também remetem ao preto. Numa visão otimista o preto pode significar a tranqüilidade e o mistério.