A lua de mel é um ritual tradicional em que os recém-casados celebra seu casamento na intimidade, curtindo juntos alguns dias mágicos e românticos. Hoje, a viagem lua de mel , por vezes, é comemorada em algum lugar exótico ou não, porém considerado especial e repleto de romantismo. Essa ocasião é sempre muito esperada pelos casais que estão planejando os preparativos do casamento, já que após as festas, desejarão mais do que nunca descansar e  estarem a sós.
Na cultura ocidental, o costume de um casal recém-casado partir em lua de mel juntos originou-se no início do século XIX, na Grã-Bretanha, com um conceito emprestado da elite indiana, no subcontinente. Os casais de classe alta poderiam realizar um tour ou passeio, por vezes acompanhados de amigos ou familiares, para visitar parentes que não tiveram condições de assistir ao casamento. A prática logo se espalhou para o continente europeu e era conhecido como viagem à la carte façon portugaise (que significa "viagem de estilo") na França, a partir da década de 1820 por diante.
Lua de Mel, no sentido moderno, ou seja, uma viagem de férias pura realizada pelo casal, generalizou-se durante a Belle Époque, como um dos primeiros exemplos do moderno turismo de massa. Isto aconteceu apesar da desaprovação inicial por um parecer médico contemporâneo, já que os médicos estavam preocupados com a saúde da mulher frágil. Os mais populares destinos de lua de mel na época eram a Riviera Francesa e Itália, sobretudo seus resorts à beira-mar e românticas cidades como Roma, Verona e Veneza. Naquela época, a lua de mel começaria na noite do casamento, mas hoje, os casais comemoram a noite de núpcias, para só no dia seguinte partir para a lua de mel, com muito amor  e diversão os esperando, em hotéis, lugares exóticos, resorts na praia, casas de campo ou cruzeiros marítimos nacionais e internacionais.