Há duas maneiras de fazer um chá de cozinha. Um é o sistema colaborativo em que cada amiga ou convidada leva um prato doce ou salgado, e a noiva fica encarregada apenas das bebidas, ou o modelo mais sofisticado em que a noiva contrata uma empresa especializada em coquetéis e brunches. O cardápio mais simples contempla salgados, sanduíches de metro, docinhos e chás diversos. Já o estilo sofisticado requer crepes, quiches, docinhos variados, canapés frios e quentes, finger foods e cupcakes.
Sobre os atrativos da festa o ideal é não constranger. Nada de brincadeiras exageradas ou constrangedoras que possam deixar a noiva envergonhada. Antes de começar a brincadeira é preciso conhecer bem o estilo da noiva. Saber, por exemplo, se ela é do tipo discreto, tranqüilo ou agitado e bagunceiro é de vital importância para definir que tipos de diversões terão a noiva e as convidadas. Ao final do evento é de bom tom distribuir uma lembrancinha a todas as convidadas. Elas irão se lembrar para sempre desta tarde tão divertida que tiveram