Muitas mulheres jovens também sofrem com uma doença muito comum atualmente, as chamadas varizes. As varizes são veias dilatadas, normalmente localizadas nas pernas e pés, que se desenvolvem na superfície da pele. Os casos mais graves de varizes apresentam coloração arroxeada e com aspecto tortuoso e estufado. As mulheres mais jovens costumam apresentar as varizes em forma de pequenas ramificações, geralmente de coloração esverdeada, na região das coxas e tornozelos.
O sangue desce muito facilmente do coração até as pernas e os pés, através das artérias. Mas precisa desenvolver esforço muito grande para voltar dos pés e pernas até o coração. E este esforço é desenvolvido contra a força da gravidade. Esta tarefa de retorno venoso é executada pelas veias. Por isto a natureza lança mão de alguns mecanismos para facilitar o retorno do sangue das pernas até o coração, através das válvulas venosas, da bomba plantar, em que o sangue é bombeado para o coração a cada vez que pisamos, e da bomba muscular da panturrilha, com contrações musculares dessa região para levar o sangue de volta ao coração.
A causa mais comum do aparecimento das varizes em mulheres mais jovens se deve ao fator hereditário, mas a doença encontra também outros fatores que contribuem para seu surgimento, como a idade, obesidade, traumatismo na região das pernas, tabagismo, sedentarismo, gravidez, reposição hormonal e pílulas anticoncepcionais, exposição ao calor e histórico familiar. Os sintomas mais comuns de varizes são sensação de peso, cansaço, câimbras, coceira, inchaço e queimação nas plantas dos pés. Eles anunciam que a mulher pode estar sofrendo de varizes e, nesse caso, o melhor a fazer é procurar o médico cirurgião vascular em clínicas médicas.
Vale lembrar que o tratamento de varizes deve ser feito com acompanhamento de um médico e não em clínicas de beleza, por meio de cirurgias, escleroterapias químicas, laser endovenoso, laser escleroterapia e radiofreqüência. Em farmácias existem alguns medicamentos que prometem acabar com as varizes, mas devem ser avaliados e prescritos pelos especialistas no assunto.