As estrias são um fator que incomoda bastante as mulheres, sendo caracterizadas por listras brancas ou avermelhadas na pele pela falta de elasticidade, perda de colágeno e pelo processo de emagrecimento, quando a pele se estica até que as fibras elásticas se arrebentem, causando as famosas e indesejadas estrias. Alguns cuidados podem evitar que as estrias apareçam, mas como inevitavelmente algumas surgem devido à gravidez e às alterações hormonais que nos fazem engordar e emagrecer, podemos contar também com os avanços na área de cosmetologia para tratar as estrias, usando cremes farmacêuticos e também algumas receitas caseiras para tratar estrias.
Alguns dos fatores que mais causam estrias é o chamado efeito sanfona, em que o corpo engorda e emagrece em processos rápidos e alternados, levando às rupturas das fibras da pele. Isso também pode ocorrer com o crescimento rápido, mais comum nos homens, em que aparecem estrias nas costas e parte interna das coxas. Alterações hormonais e gravidez, para as mulheres, são dois dos fatores mais geradores de estrias. O excesso de exercícios físicos e o ressecamento da pele também podem gerar as estrias, por isso, o ideal é evitar ficar tanto tempo exposto ao sol, evitar banhos extremamente quentes, manter uma alimentação saudável para regular o peso corporal e passar cremes para deixar a pele sempre hidratada e livre do ressecamento.
Os tratamentos para estrias são apenas formas de amenizá-las, porém elas nunca somem por completo. Uma receita caseira de tratamento contra estria que muitas mulheres utilizam e dá resultados eficazes é massagear a região afetada pelas estrias com óleo de amêndoas, fazendo movimentos circulares. Esse procedimento serve para diminuir a aparência das estrias e também para prevenção de estrias. Outros tratamentos estéticos corporais que dão ótimos resultados são o laser, o peeling, o uso de ácidos e a lipo. O laser reage como um tipo de lixamento da pele, que elimina boa parte da amada superficial. O peeling elimina de forma suave e uniforme as camadas superficiais da epiderme. Esse processo leva à regeneração celular, resultando no surgimento de uma nova pele.